fbpx
21 de agosto de 2020

Certamente você já se questionou sobre qual é a diferença entre o cristal e o vidro. E é por isso que preparamos esse material, que contribuirá para o esclarecimento dessa que é a principal pergunta entre as mais de 300 mil pessoas que visitam, anualmente, a fábrica da Cristais de Gramado, na Serra Gaúcha. Continue a leitura e fique por dentro:

Diferença entre o cristal e o vidro

Tanto o cristal, quanto o vidro, têm 70% da sua composição química sílica. Para fazer o cristal, são utilizados componentes químicos mais nobres. Os 30% de componentes específicos para o cristal são o carbonato de potássio, carbonato de sódio, nitrato de potássio e nitrato de sódio. “Misturamos esses elementos à areia sílica e colocamos no nosso forno”, explica o gerente de Produção da Cristais de Gramado, Gustavo Fuchs.

Especificamente na produção do cristal, existem algumas variáveis: tem aquele que utiliza chumbo, existe o sem chumbo e, também, o cristal com titânio. Na Cristais de Gramado, por exemplo, é adotado o cristal sem chumbo, também conhecido como ecológico.

Preparação do cristal artístico

Depois de elaborada a mistura com os componentes mencionados, essa matéria-prima é colocada em um forno com temperatura de 1380 graus. “O forno fica nessa temperatura por 10 horas. A matéria-prima derrete e se transforma em pasta viscosa, repleta de bolhas. Conforme a temperatura do cristal vai aquecendo, essas bolhas eclodem e sobem à superfície. Esse processo deixa o cristal límpido e totalmente sem bolhas”, relata Fuchs.

Após esse processo, a temperatura do forno é reduzida à 1200 graus e o mestre vidreiro já pode dar início à produção artesanal da peça em cristal.

O cristal tomando forma

Preparado o cristal, o mestre vidreiro mergulha a cana (ferro de aço inoxidável) dentro do banho de cristal, no forno, e retira uma camada. Assim, iniciando a produção da sua peça.

A maleabilidade do cristal e as mãos habilidosas dos artesãos proporcionam infinitas formas a serem moldadas, desde esculturas e vasos até delicadas contas que são utilizadas em joias e acessórios. Trata-se de um processo totalmente artesanal, passando por várias etapas de aquecimento, sopro e modelagem.

Produção ao vivo do cristal artístico

Na fábrica da Cristais de Gramado, os visitantes têm a possibilidade de assistir ao vivo a produção do cristal artístico. Uma das principais atrações turísticas gratuitas da Serra Gaúcha, proporciona às pessoas a experiência de ter contato com essa arte milenar.

A Cristais de Gramado abre diariamente, das 8h30 às 17h30, e a entrada é franca. Além da produção ao vivo do cristal artístico, é possível conferir o miniaturista criando delicadas peças, o showroom com mais de 10 mil peças de decoração e utilitários, a maior joalheria contemporânea da América Latina, com mais de 24 mil semijoias, entre tantas outras atrações.

Você está longe? Continue acompanhando as curiosidades sobre a nossa técnica e arte, pelos nossos canais digitais!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *